15.8.10

Post probido para puritanos

O twitter, ah, o twitter. Bastou o escritor Rober Pinheiro me chamar a atenção para uma matéria a respeito de uma inusitada criação retrofuturista para termos uma interessante discussão sobre os limites da realidade e da ficção. A matéria em questão é sobre este instrumento, tão bem e excitantemente demonstrado pela modelo abaixo:


Para quem não associou a forma à função, uma dica, não se trata de uma arma de raios, mas sim um vibrador steamer. Bastou isso para que Fernando Salvaterra nos recomendasse duas matérias extremamente interessante sobre a história desses falos automatizados que, vejam só!, remetem ao período Vitoriano. Tirem todas as suas dúvidas a respeito da história do vibrador na primeira e na segunda partes do artigo.Para atiçar a imaginação dos leitores e das leitoras, ao invés de destacar trechos dos textos, irei capturar algumas das imagens que ilustram os posts. Tentem adivinhar em que contexto elas se encaixam. Boa semana a todos!



3 comentários:

Lancaster disse...

Tente ver um filme chamado O Fantástico Mundo do Dr. Kellogg. Ele é um ótimo referencial sobre o assunto. :) O problema é que a edição nacional do dvd é fullscreen, masterizado a partir do vhs. Me recuso a comprar fullscreen.

Romeu Martins disse...

Hmmm, bela dica ;-) Tava pensando numa cena de erotismo à vitoriana... No Anno Dracula tem um momento interessante em que o casal de protagonistas precisa se livrar das roupas... Ela, que é uma vampira bem vivida, ainda acha que naqueles tempos havia menos roupas que em períodos anteriores, hehehe

Leonardo Peixoto disse...

Saliência a vapor , quem diria lol