17.10.10

Decoração steampunk

Esta dica eu peguei via twitter da pesquisadora Adriana Amaral: um artista plástico encontrou o  mais inusitado dos usos para minas explosivas de uma base militar russa desativada. Mati Karmin, da Estônia, transformou o que eram artefatos mortais em objetos de decoração com uma estética na fronteira entre o steampunk e o dieselpunk. Leia abaixo como o blogueiro André Montejorge descreveu o trabalho do artista e veja algumas das fotos que ele publicou neste endereço.

Sabe o que se faz com velhas minas que restaram em uma antiga instalação secreta dos russos?! Pergunte ao artista da Estônia, Mati Karmin, que ele tem um monte de opções! Explico! Com o abandono da base russa na ilha de Naissaar, no Golfo da Finlândia (e próxima a casa do artista), muitas e muitas minas (sem explosivos, claro) ficaram ao relento. Resultado: Mati passou a utilizá-las como matéria-prima para os mais variados objetos. De fantásticas lareiras a inacreditáveis carrinhos de bebê, o que antes servia para destruir e estava fadado a virar sucata, hoje virou incríveis mobiliários.




6 comentários:

bibs disse...

queria ter um de cada em casa, pra desespero da minha mãe
hauhauhuaua

Romeu Martins disse...

Haja espaço ;-) (e coragem pra por um bebê naquele carrinho)

bibs disse...

eu colocaria um cachorrinho ;3

Romeu Martins disse...

Se o coitado for um cão farejador da polícia, ia bater nóia por dormir em uma ex-bomba.

cristinalasaitis disse...

Mó legal!

Romeu Martins disse...

Verdadeiramente bombástico hehe ;-)