20.4.10

Engrenagens na pele

Não ia postar mais nada hoje, mas um tweet de Gabriela Barbosa, da Loja Paraíba do Conselho Steampunk, me chamou a atenção para uma derivação da cultura steamer da qual nem havia pensado ainda: as tatuagens. O artigo em questão foi publicado ontem, dia 19 de abril, na revista eletrônica portuguesa Obvious por Catarina Pires. "Steampunk - Arte e movimento" apresenta uma definição dessa cultura, mais do que simplestemente enxergá-la como um gênero literário, e faz comentários interessantes sobre a estética aplicada na arte de decorar o corpo com tinta permanente. Muito bacana podermos continuar a nos surpreender com novas camadas de possibilidades e usos do steampunk, não? Segue um trecho e uma das fotos do artigo:

Para alguns a arte no corpo, para outros uma ideologia que agarra a ficção científica, percorre o tempo e instala-se na nossa sociedade desde o final dos anos 80.

Steam, ou vapor em português; Punk, a ideologia e estilo de vida cultural. Estas duas palavras juntas, designam o movimento Steampunk que é hoje representado através de diversas manifestações artísticas. Do cinema, à música, à dança até à representação da sua arte no corpo.

Não é difícil entender o movimento Steampunk se o pensarmos enquanto história. Uma história que se enquadra no universo da ficção cientifica, que remonta ao reinado da Rainha Vitória no Reino Unido e agarra tudo o que acarreta essa era, tendo como base a revolução industrial e as novas invenções como a máquina a vapor. O Steampunk cria uma realidade espácio-temporal utópica, na qual a tecnologia mecânica a vapor teria evoluído até níveis impossíveis, deixando-se fundir com o corpo humano. Muito da origem deste movimento vem da variante "Cyberpunk", sendo as maquinas cibernéticas substituídas pelas tecnologias da era do vapor. Conseguimos imaginar este tipo de teoria se pensarmos na Literatura que deu origem a este movimento, como é o caso de Julio Verne e Mark Twain.

Quando o movimento Steampunk começa a ser representado no corpo, através de admiráveis tatuagens, dá-se o efeito surpresa na maioria dos interessados, pois o realismo tridimensional com que são recheadas choca e conquista qualquer olhar mais atento.


4 comentários:

bibs disse...

uaau, meu nome ali no post *-*

e vc escolheu a foto da tatuagem pela qual me apaixonei oh!!!
ainda faço uma semelhante a essa um dia!
xD

Romeu Martins disse...

Tive que pesquisar um pouco pra descobrir teu nome, bibs ;-)

Faz sim, a tatoo e já sabe, mande uma foto pra cá, please!

bibs disse...

ahahahahahaa

qdo eu fizer eu mando a foto sim, pode deixar o>

Romeu Martins disse...

Hehe, combinado. ;-)