7.6.11

E Kastensmidt levou

Falei do escritor americano radicado em solo gaúcho Christopher Kastensmidt por aqui em três ocasiões. Na primeira, quando soube do sucesso de sua novela "The Elephant and Macaw Banner™", o post levou o título provocativo de "Quem não faz, leva", por ter sido necessário o olhar de um autor estrangeiro o necessário para mostrar a potencialidade de um cenário histórico e fantástico brasileiro, com direito a Saci e tudo, de alcançar público internacional. A segunda vez, foi por ocasião da publicação de sua novela no Brasil, já com o título traduzido para "A Bandeira do Elefante e da Arara" pela Devir. E na terceira vez, foi para anunciar que o trabalho dele concorria a um dos mais prestigiados prêmios dedicados à FC, o Nebula. Volto a mencionar Kastensmidt para comprovar o sucesso de seu trabalho e o interesse do mercado americano pela temática, pois ele acabou de ganhar um outro prêmio internacional.

No próprio email que ele me enviou, o autor já menciona que tal premiação "mostra mais uma vez o potencial de temáticos brasileiros" e relembra alguns pontos: "Agradeço sempre o apoio da comunidade de literatura fantástica aqui, e estou aproveitando o interesse gerado no exterior por esta noveleta para chamar mais atenção para a literatura brasileira. Espero compartilhar em breve um anúncio sobre uma oportunidade interessante, que espero ser do interesse de todos". Da minha parte, digo que somos nós quem temos a agradecer e parabenizar Christopher Kastensmidt por seu trabalho e seu entusiasmo. Segue a nota que ele enviou a respeito dessa ótima notícia:



Fantasia brasileira ganha prêmio Realms of Fantasy Readers’ Choice Award


“The Fortuitous Meeting of Gerard van Oost e Oludara”, noveleta de fantasia baseada no Brasil colonial, recebeu mais uma honra este ano quando foi escolhida como melhor ficção publicada na revista Realms of Fantasy durante o ano de 2010. A seleção foi feito pelos leitores, e a noveleta empatou a votação com outra noveleta, “Queen of the Kanguellas”, escrita por Scott Dalrymple.

A noveleta é a primeira em uma série intitulada A Bandeira do Elefante e da Arara, ou The Elephant and Macaw Banner, sobre dois aventureiros no Brasil do século XVI. Esta primeira história está disponível no Brasil sob o título de “O encontro fortuito de Gerard van Oost e Oludara” no livro Duplo Fantasia Heróica (Devir Livraria), junto com a noveleta “A Travessia” por Roberto de Sousa Causo. A segunda noveleta da série tem lançamento marcado para agosto, também pela editora Devir Livraria. Mais informação sobre a série pode ser encontrada no site www.eamb.org/brasil.

4 comentários:

Paula disse...

Olá, gostaria de deixar o link da loja de rpg Taberna do Dragão. Onde você encontrará a maior variedade de produtos e as maiores marcas relacionadas ao mundo do RPG.

Romeu Martins disse...

Recado dado, Paula

Fabio Fernandes disse...

Cara bom é isso, né? Prêmio mais do que merecido!

Romeu Martins disse...

Excelente! E eu ainda não conheço o Chris pessoalmente, mas parece ser um cara supimpa, além do talento como escritor