5.2.10

Tarja & Draco

Apesar de gostar bastante de steampunk, normalmente não uso chapéu como faziam os vitorianos que tanto inspiram o movimento. Mas se eu utilizasse, faria questão de tirá-lo para a notícia que li no Twitter: a união de forças entre as duas editoras que mais investem na literatura especulativa nacional.

Agora, pela loja virtual da Tarja Editorial vai ser possível adquirir livros da Editora Draco. Já está disponível o romance de História Alternativa Xochiquetzal - Uma princesa asteca entre os incas, de Gerson Lodi-Ribeiro. Que este exemplo inspire novas parcerias e que o espírito de companheirismo, mais que a força da concorrência, seja o motivador principal para todos. Meus parabéns aos editores.

3 comentários:

kadriatus disse...

é preciso muita coragem para ceder espaço a um "concorrente" em seu site e vender os produtos dele.

é preciso mais coragem ainda para trabalhar com literatura por aqui...

richarddiegues disse...

Romeu, o espírito é esse: divulgar a literatura, independente de onde ela esteja saíndo. Não há concorrência exceto em caso de títulos plagiados, rs. Se tem gente fazendo alguma coisa pela literatura, vamos dar uma força sempre. E o pessoal da Draco está se mexendo, ao contrário de muita gente que apenas fala. Como diz Gianpaollo Celli: "literatura é que nem história: existe os que fazem, e os que escrevem sobre quem fez". Então vamos fazer, não é?
Abração,
R.

Romeu Martins disse...

Vamos fazer, Richard! O atual momento da ficção fantástica no Brasil me deixa com muita esperança de que, com esse espírito de companheirismo, os vários desafios podem ser superados.

E é verdade, kadriatus: há que se ter coragem.

Abraços!