7.3.12

Mulheres fantásticas

Ontem, a escritora Tânia Souza, minha colega de páginas da coletânea weird west Cursed City - Onde as almas não têm valor, me pediu para participar de uma pesquisa que ela estava fazendo para um post especial em seu blog. Em comemoração ao Dia das Mulheres, ela estava pedindo aos escritores da literatura fantástica nacional que apontassem suas personagens femininas favoritas, entre as mais sombrias, no acervo mundial. Escapei um pouco do trinômio fantástico habitual - a FC, a fantasia e o horror - e dei minha preferência em outro representante da literatura de gênero, o policial, como podem ver abaixo, no trecho em que ela me cita em seu blog:


E para estrear nossa série, o escritor Romeu Martins (@romeumartins) do blog Cidade Phantástica, elegeu o universo das histórias sherlockianas para invocar sua musa das sombras. Conheçam a fascinante Maria Pinto, criação de Arthur Conan Doyle.

“Sou fã da Irene Adler - chamada por Holmes de "A Mulher", como um diferencial de todas as outras que ele encontrou -, Irene Adler surgiu no conto"Um escândalo de Boêmia". E gosto das vilãs brasileiras do Doyle, tanto que usei a Maria Pinto no Cidade Phantástica. Irene Adler é uma unanimidade pra quem gosta das histórias sherlockianas, mas eu tenho essa preferência pessoal pela Maria Pinto desde que li "O problema da Ponte de Thor" pela primeira vez e descobri aquela personagem brasileira que o próprio Holmes define como uma das mais ardilosas que ele já conhecera. Eu adoro o plano de vingança que ela elabora naquele conto.”
           
E o autor gosta mesmo da personagem, já escreveu sobre ela na noveleta "Cidade Phantástica", presente na coletânea Steampunk - Histórias de um passado extraordinário e agora, em seu novo projeto, uma graphic novel adaptando aquele texto, em parceria com o desenhista Sandro Zamboni (o Zambi), vão mostrar as origens dessa vilã brasileira criada por Arthur Conan Doyle. Vamos aguardar!

A opinião de outros convidados pode ser lida aqui, no primeiro post desta série. Lembro também a homenagem que fiz aqui nesta página ano passado nesta mesma data.

2 comentários:

Tânia Souza disse...

Muito obrigada, Romeu, pela participação. Com certeza, esse projeto vai ser algo bem diferente, já estou muito curiosa para ver a sintonia Zambi e Romeu em graphic novel!

Romeu Martins disse...

Opa, nós é quem agradecemos o convite, Tânia, bela homenagem às mulheres (aliás, o dia é hoje, parabéns!)

Também estou muito curioso para ver o resultado final desse nosso projeto ;-)